III Dedica Estadual aborda aspectos psicológicos da pandemia e retorno à escola

O evento abriu o calendário do 2º semestre de 2020, num momento diferenciado para todos, conforme o chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) – Carlos Polsin. As atividades foram iniciadas pelo gestor da pasta educacional na região, somada da participação do promotor de justiça, Júlio Ribeiro de Campos Neto, e juiz da Vara da Família e coordenador do CEJUSC, Carlos Mattioli. Seguindo a programação com duas palestras no campo da Psicologia.

Na abertura Carlos Polsin frisou o empenho e dedicação dos educadores em toda a região, neste novo momento que se passa por conta da Covid-19. Destacando a importância de tratar de temas no campo da psicologia.

Mesma afirmação do Promotor de Justiça. Júlio Ribeiro mencionou a necessidade de melhorar a conduta no dia a dia, para superar os desafios impostos pela pandemia, e do preparo para dar conta das atividades virtuais.

O promotor destacou que o apoio é fundamental para manter o envolvimento, interagindo pelas redes sociais e plataformas para manter a educação em funcionamento. Júlio Ribeiro reafirmou seu trabalho em parceria com o setor da educação e frisou de que ‘estava ansioso’ para assistir as palestras. Menção fortalecida por Mattioli. O juiz salientou a importância do acolhimento promovido pela rede de auxílio que está em funcionamento.

Para tanto, o magistrado citou a instalação da Rede de Ajuda CEJUSC – Coronavírus (RAC) que é o acesso para os cidadãos buscarem ajuda. Seguido do programa Cuide-se que estende o apoio, vai atrás das pessoas que precisam.

É um aparato de cuidado, disponível online, com orientações que servem de auxílio para as pessoas acessarem e terem informações em diversos setores para superar os desafios e dificuldades diárias em decorrência da pandemia.